DICAS PARA O CONSUMIDOR
Pequenos Serviços (empreitadas)
Os pequenos serviços de reparos, denominados de empreitada, tais como serviços de pedreiro, pintor, bombeiro, eletricista e etc., quando não forem tomadas as devidas cautelas durante o fechamento de contrato podem resultar em grandes problemas e dores de cabeça. Tudo isso, porque em primeiro lugar os profissionais contratados exigem o pagamento de pelo menos parte do valor acertado antes de iniciados os serviços; em segundo porque quase sempre o serviço contratado não é executado conforme pretendido pelo consumidor (contratante); e por último porque na maioria das vezes os serviços ficam incompletos, e é necessário contratar outro profissional para terminar ou consertar os serviços prestados pelo primeiro.

Uma solução mais tranqüila seria contratar uma empresa sólida e bem conceituada no mercado para prestação destes serviços, contudo, nem sempre é possível em razão dos custos. Assim, a única solução é procurar um profissional, autônomo, que possa prestar estes serviços.

Naturalmente que é impossível encontrar uma única fórmula capaz de dar solução a todos os problemas e tornar segura e agradável a contratação de prestadores de pequenos serviços, entretanto, adotadas algumas precauções, os problemas poderão diminuir, e muito, senão vejamos:

O consumidor de serviços autônomos deve informa-se sobre o profissional prestador de serviços da mesma forma que o credor em relação ao consumidor–crediarista. É preciso conhecer o prestador de serviços em face da sua honestidade, da sua eficiência, da sua capacidade profissional para realizar o trabalho, da sua pontualidade na entrega dos serviços e do zelo que tem pelo seu bom nome como profissional.

O consumidor terá que buscar referências do seu futuro contratado junto a pessoas para as quais ele já tenha prestado seus serviços, pessoas que o conheçam como profissional, e ainda examinar com cuidado os serviços que já tenha executado.

Na verdade esta não é uma tarefa tão simples que se resolva apenas solicitando ao profissional uma relação de fregueses para consultar. É preciso conferir os últimos três serviços prestados pelo profissional, certificando-se de que não se trata apenas de pessoas amigas que se disponham a oferecer estas referências. E mais, além de examinar detalhadamente a qualidade dos últimos serviços, é importante dentro do possível, diligenciar para obter a ficha cadastral e pessoal da forma mais completa. Somente depois de uma série de referências do profissional é que será possível dimensionar sua capacidade para executar os serviços para os quais pretende contratá-lo, ter certeza do conceito que goza como profissional e o nível de aceitação dos serviços executados para os seus ex-clientes.
retorna  
Índice de Dicas