DICAS PARA O CONSUMIDOR
Açougue, peixaria e afins
Todo consumidor deve conhecer a melhor forma de consumir produtos animais e derivados para não correr riscos. Para começar é sempre bom lembrar que higiene é bom para todo mundo. Por isso, vamos nos prevenir contra os problemas que podem principalmente afetar a sua saúde.

O estabelecimento comercial onde você compra carne, deve sempre estar limpo e sem moscas. Carnes e frios devem ficar guardados em câmara fria. Eles nunca podem ficar expostos em cima do balcão à temperatura ambiente, e sim em vitrinas refrigeradas.

Quem manipula os alimentos tem que usar máscara, avental e botas. É assim que se evita as mais variadas doenças.

Toda bancada de corte de carne deve ter ao lado uma pia com sabão antibacteriano para higiene pessoal.

Nunca aceite carne com sebo ou aponeurose (pelanca) quando da pesagem, pois essa é uma forma de obrigar o consumidor a pagar por algo que ele não quer consumir. Isto caracteriza afirmação falsa ou enganosa sobre a qualidade e a quantidade da carne (ela pesa mais com sebo e pelanca) e, ainda é prática abusiva, por prevalecer-se da ignorância do consumidor para impingir-lhe o produto.

Saiba que você tem o direito de pedir a quantidade de carne que quer levar (não é obrigado a levar uma peça inteira) e que o corte seja feito na sua frente. Não aceite a carne cortada e embalada, prática que virou moda nos supermercados. A carne deve ser moída na frente do consumidor. Fique atenta neste detalhe pois há açougues que misturam corante vermelho à carne de segunda para parecer carne de primeira, e você pode levar produto adulterado para casa.

Para finalizar é importante lembrar que o preço das carnes deve estar afixado em tabela e o anunciado tem de ser cumprido (Amparo Legal: artigo 31; artigo 39, incisos I,II,IV e IX; e artigo 66 do CPDC; Lei Delegada nº 4, artigo 11, alínea c).
retorna  
Índice de Dicas